Translate

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

PSICOPEDAGOGIA CLINICA/MATERIAL PARA CLINICA 02

RECURSOS DE AVALIAÇÃO PSICOPEDAGOGICAS 
AVALIAÇÃO PSICOPEDAGÓGICA 

A avaliação psicopedagógica é um dos componentes críticos da intervenção psicopedagógica, pois nela se fundamenta as decisões voltadas à prevenção e solução das possíveis dificuldades dos alunos, promovendo melhores condições para o seu desempenho.

A avaliação psicopedagógica envolve: a) a identificação dos principais fatores responsáveis pelas dificuldades da criança. Precisamos determinar se trata-se de um distúrbio de aprendizagem ou de uma dificuldade provocada por outros fatores (emocionais, cognitivos, sociais...). Isto requerer que sejam coletados dados referente à natureza da dificuldade apresentada pela criança, bem como que se investigue a existência de quadros neuropsiquiátricos, condições familiares, ambiente escolar e oportunidades de estimulação oferecidas pelo meio a que a criança pertence.

ROTEIRO PARA O INFORME PSICOPEDAGÓGICO

Dados pessoais;
Motivo da avaliação – encaminhamento;
Período da avaliação e número de sessões;
Instrumentos usados;
Análise dos resultados nas diferentes áreas: pedagógica, cognitiva, afetivo-social, corporal.
Síntese dos resultados – hipótese diagnóstica;
Prognóstico;
Recomendações e indicações;
Observações: acréscimo de dados conforme casos específicos.

ORGANIZAÇÃO DE MATERIAIS DE AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA 

Plano de diagnostico;
Plano de intervenção;
Material usado nas intervenções psicopedagogicas.

PLANO DE INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA

Anamnse;
Entrevista com os pais e professora;
Hipoteses diagnósticas;
 Sessões de avaliações;
 Devolutiva.

PLANO DE INTERVENÇÕES PSICOPEDAGÓGICAS 

Atividades realizadas: Cronograma das sessões;
Frequência das atividades realizadas nas intervenções psicopedagógicas com o aprendente;
Avaliação diagnóstica do aprendente.

HIPÓTESES DIAGNÓSTICAS SESSÕES DE AVALIAÇÃO

De pose das informações através da anamnese feita com a mãe do aprendente e com a professora, a partir deste ponto estabeleci um diagnóstico de intervenção psicopedagógica com o aprendente, fazendo assim uso das hipóteses que me conduziram á identificação das causas das dificuldades de aprendizagem apresentadas pelo o aprendente em estudo. A partir disso, construí uma proposta de intervenção psicopedagógica que resultou, na apresentação, de uma devolução para a família sobre o caso aqui apresentado...........
HIPÓTESE 1: Considero, como primeira hipótese inicial, que a criança encontra-se bloqueada por problemas emocionais, carregada de vínculos negativo que, consequentemente, estão interferindo negativamente na sua atenção para á aprendizagem, desautorizando-a de ser mais criativa e de construir sua autoria de pensamento.
HIPÓTESE 2: O aprendente não apresenta nenhum problema de inteligência, é motivado pela a professora para aprender a ler, mas, no momento passa por problemas emocionais, o que sugere tratar-se de um problema de aprendizagem-sintoma, uma vez que existem causas ligadas a sua estrutura individual e familiar que forma na criança, comprometendo a dinâmica de articulação entre inteligência, o desejo, o organismo e o corpo.
HIPÓTESE 3: As técnicas psicopedagógicas e suas intervenções possibilitam abrir espaço, objetivos e subjetivos, que promovam ao sujeito aprendente a experiência e a vivencia da satisfação de sentir-se autor de seus pensamentos.

APLICAÇÃO DO TESTE ABC O TESTE ABC É APLICÁVEL NA AVALIAÇÃO DO APRENDENTE NA: 

Coordenação motora;
Memória visual imediata;
Memória lógica; Prolação;
Mínimo de atenção e fatigabilidade.

 PLANEJAMENTO DAS SESSÕES DE DIAGNÓSTICO E DE ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICOS

 Entre 8 a 10 sessões, sendo duas por semana, com duração de 50 minutos cada.
 No período de xxxxxxxxxxxxxx a xxxxxxxxxxxxxxxxxx foram realizadas (x) xxxxx sessões de avaliação diagnóstica com duração de uma hora e meia com o aprendente xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx.

EXEMPLO DO ROTEIRO DA SESSÃO PSICOPEDAGÓGICA 
1ª E 2ª SESSÕES

1- ACOLHIDA: CONVERSA (APRESENTAÇÃO) – Nome, profissão, horário e material.
2- CAIXA LÚDICA/AEOCA – Avaliar a leitura e raciocínio quando indagar sobre o jogo, quando ler a capa, os nomes...
3- TRABALHO PSICOMOTOR CORPORAL: EQUILÍBRIO: jogo de amarelinha, andar sobre a linha de olhos fechados.
4- PROPOSTA DE MESA: - PROPOSTA (atividade) do abc; - Padrão gráfico 1 e 2

ENCERRAMENTO: FAZER UMA RETROSPECTIVA DA SESSÃO
No terceiro momento, nós desenvolvemos um trabalho psicomotor muito bom através de jogo de amarelinha e andar sobre a linha de olhos fechados foi aonde eu pude perceber que o aprendente tem um excelente equilíbrio corporal.
No quarto momento eu procurei trabalhar a proposta de mesa mais como o aprendente tinha apenas cinco anos de idade e faltando poucos dias para completar seis anos de idade e matriculado nas primeiras serias iniciais (alfabetização), observei que ele sentiu uma grande dificuldade em desenvolver estas atividades tanto como o teste do ABC como o Padrão Gráfico 01 e 02. Então eu procurei enfatizar mais na atividade do equilíbrio corporal e no reconhecimento de algumas figuras diversas tendo como um bom resultado positivo.

DEVOLUTIVA INFORME PSICOPEDAGÓGICO: PSICOPEDAGOGA

xxxxxxxxxxxx data:xxxxxxxxxx Dados pessoais (aprendente);
Motivo da consulta;
Cronograma das sessões;
Recursos avaliativos:
Analise dos resultados.
ASPECTO ORGÂNICO E CORPORAL;
NA ÁREA COGNITIVA ;
NO NÍVEL EMOCIONAL; ASPECTO SOCIAL;
NO ASPECTO PEDAGÓGICO;
PROGNOSTICO E ENCAMINHAMENTO.
ORIENTAÇÃO PARA A FAMÍLIA

ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE DIAGNÓSTICO

Adquirir bibliografia;
Preparação da caixa lúdica;
Preparação da caixa EOCA;
Pasta de trabalho;
Ficha de anamneses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

aprenda aqui, psicopedagogia,dificuldades de aprendizagem